Winity vence 1º lote do leilão do 5G e país terá nova operadora de telefonia móvel nacional

A Winity II Telecom Ltda, ligada ao Fundo Pátria, venceu nesta quinta-feira (4) a disputa pelo primeiro lote do leilão do 5G. Com isso, o Brasil contará com uma nova operadora de telefonia móvel com autorização para oferecer o serviço em todo o país.

Logo depois, Claro, Vivo e TIM arremataram lotes na faixa de 3,5 GHz (gigahertz ), considerada a principal do leilão do 5G realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Das 15 empresas que disputam o leilão, apenas três ofereceram lance para o lote, que permite oferta da telefonia móvel de quinta geração na faixa de 700 MHz.

As empresas que participaram da disputa do lote, e os respectivos lances, são:

  • Winity II – R$ 1.427.872.497,87
  • NK 108 – R$ 333.333.333,77
  • VDF – R$ 318.000.000,00


O lance mínimo para esse lote, previsto no edital era de R$ 157.628.411,00. O valor pago pela Winity II, portanto, é 805% superior ao mínimo exigido pelo governo.

Atualmente, o Brasil conta com três empresas autorizadas a prestar serviço de telefonia móvel com abrangência nacional: Claro, TIM e Vivo.

O país já teve quatro empresas, mas perdeu uma depois que a Oi decidiu vender seu braço de telefonia móvel em meio a um processo de recuperação judicial.

Com a chegada da Winity, portanto, o país voltará a ter quatro empresas com autorização para oferta nacional do serviço.

As regras estabelecidas pela Anatel para o leilão do 5G permitem que a criação de redes neutras no país. Isso significa que as empresas que arrematarem os lotes, podem, se assim quiserem, alugar essas frequências para outras empresas prestarem o serviço de telefonia de quinta geração.

Essa figura de rede neutra vale para todos os lotes ofertados no leilão do 5G, inclusive o da faixa de 700 MHz arrematado pela Winity.

A expectativa da Anatel é que o país terá uma nova operadora de telefonia móvel – Claro, Vivo e TIM, as três que atuam hoje no país, arremataram lotes na faixa de 3,5 GHz, que permite oferecer o 5G em todo o país.

Obrigações

Como vencedora da faixa de 700 MHz, a Winity terá que cumprir algumas obrigações previstas no edital. São elas:

  • Levar internet a 31 mil quilômetros de rodovias federais
  • Levar internet para localidades sem 4G

A vitória dela dá direito à exploração do serviço por 20 anos, prorrogável.

Fonte: G1