Interjato Soluções

Google anuncia cabo submarino de fibra óptica com escala no Brasil

O Google anunciou, nesta quarta-feira (09), o “Firmina”, um cabo submarino de fibra óptica que está sendo construído entre a costa leste dos Estados Unidos e Las Toninas, na Argentina. De acordo com a gigante da tecnologia, esse será o cabo mais longo do mundo capaz de funcionar com uma única fonte de energia em uma de suas pontas caso suas outras fontes fiquem indisponíveis.

O objetivo do equipamento é aprimorar o acesso da população da América do Sul a serviços como Gmail, YouTube, Google Cloud e o próprio buscador. O equipamento também terá estações de pouso em Praia Grande, no litoral Sul do Estado de São Paulo, e Punta Del Este, no Uruguai.

A companhia explicou que o Firmina vai transportar dados de forma veloz e segura entre as Américas do Sul e do Norte. Com isso, será oferecido aos usuários um acesso rápido e de baixa latência às plataformas digitais da marca.

A publicação, que foi feita no blog oficial do Google, é assinada por Bikash Koley, vice-presidente de Global Networking do Google Cloud. De acordo com ele, a capacidade de o cabo funcionar com uma única fonte de energia em uma das pontas garante confiabilidade.

“Num cabo submarino, os dados são transportados como pulsos de luz dentro de uma fibra óptica. Este sinal de luz é amplificado a cada 100 quilômetros por meio de uma fonte de energia de alta voltagem instalada nas estações do cabo que chega em cada país. Cabos mais curtos aproveitam a energia disponível a partir de uma única ponta, contudo, isso é mais difícil de fazer em cabos mais longos, com pares de fibra mais largos,” explicou.

Homenagem

O Google explicou que o nome Firmina foi adotado em homenagem a Maria Firmina dos Reis (1825 – 1917), uma abolicionista e escritora brasileira cujo único romance, Úrsula, fala sobre a vida dos brasileiros negros durante a escravidão.

“Negra e intelectual, Firmina é considerada a primeira romancista do Brasil e é motivo de muito orgulho para nós aproveitar o novo cabo submarino como forma de chamar atenção para o trabalho e o espírito pioneiros dessa mulher”, diz trecho da publicação da empresa.

A personagem histórica da cultura brasileira também já foi lembrada em um Doodle. A marca afirmou que a ação pretende “homenagear uma pessoa essencial para o avanço da compreensão entre os seres humanos e da justiça social”.

Apesar de não revelar quando o cabo terminará de ser construído, o Google disse que já investiu em 16 equipamentos submarinos, como os chamados Dunant, Equiano e Grace Hopper.

Fonte: TecMundo

0 Comments