Interjato Soluções

Florianópolis terá “cerca eletrônica” na entrada e saída da Ilha; entenda

Câmeras nas entradas e saídas das três pontes, em Florianópolis, vão montar uma "cerca eletrônica" na Capital catarinense.

Fonte: NSC TotalAs três pontes de entrada e saída da Ilha, em Florianópolis, serão monitoradas (Foto: Tiago Ghizoni)

Câmeras nas entradas e saídas das três pontes, em Florianópolis, vão montar uma “cerca eletrônica” na Capital catarinense. O projeto da Polícia Militar (PM-SC) prevê um monitoramento de entrada de veículos e pessoas na Ilha nas três pontes: Hercílio Luz, Colombo Salles e Pedro Ivo Campos. Pelo sistema em implantação, será possível identificar veículos roubados ou furtados e também pessoas foragidas simplesmente por um sistema de reconhecimento facial e de caracteres.

As contratações dos serviços já estão em andamento. Além dos equipamentos fixos, a PM-SC também reforçará o sistema de software e de servidores para absorver as informações. Além disso, o Comando Rodoviário da Polícia Militar vai ficar de forma fixa nas cabeceiras das pontes para que abordagens sejam feitas em caso de identificação de foragidos ou veículos em situação de roubo ou furto.

O comandante-geral da PM-SC, coronel Dionei Tonet, explica que a “cerca eletrônica” emitirá notificações diretamente para as viaturas. Ou seja, em caso de flagrante um alerta é enviado no sistema e os policiais deslocados para a abordagem. O sistema servirá tanto para ler placas de carros como para reconhecer rostos.

Além do monitoramento em cima das pontes, haverá o mesmo programa nas passarelas embaixo das pontes, por onde pedestre acessam à Ilha diariamente. No caso da ponte Hercílio Luz, onde também haverá o sistema, a passarela fica nas laterais.

Ainda não há um prazo imediato para o início do funcionamento do serviço porque a logística de montagem depende da chegada de produtos eletrônicos. No entanto, Tonet coloca a barreira eletrônica dentre os projetos que serão executados nos próximos 12 meses pelo comando-geral.

Inversão do trânsito
Com o controle sobre as três pontes, o comando da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) trabalha um plano de inversão de faixas diante da necessidade de eventuais fechamento de parte de uma das estruturas. O modelo é semelhante com o já usado na SC-405, no Sul na Ilha, na região do Rio Tavares.

Veja na íntegra – Portal NDC

0 Comments