Anatel libera o 5G puro em São Paulo com quase 1.400 pedidos de licenciamento de estações

A Anatel na quinta, 4, será liberado o espectro de 3,5 GHz para ativação do 5G Standalone em São Paulo. A agência reguladora recebeu até o momento 1.378 pedidos de licenciamento de estações na faixa de frequência das operadoras Claro, TIM e Vivo.

Isso é quase o triplo do total de antenas que deverão ser instaladas no município neste ano, diz a agência. Nessa primeira fase, segundo as regras do Edital, seriam necessárias, no mínimo, 462 estações ativadas até o dia 29 de setembro.

De acordo com o cronograma estabelecido pela Anatel, as prestadoras devem observar os seguintes quantitativos de antenas 5G nos próximos anos:

  • Setembro de 2022: 1 ERB para cada 100 mil habitantes – 154 estações por prestadora (mínimo de 462 antenas, considerando as três empresas que adquiriram lotes para operar em São Paulo no Leilão de 5G
  • Julho de 2023: 1 ERB para cada 50 mil habitantes – 308 estações por prestadora
  • Julho de 2024: 1 ERB para cada 30 mil habitantes – 514 estações por prestadora
  • Julho de 2025: 1 ERB para cada 10 mil habitantes – 1.540 estações por prestadora

ESTIMATIVA

O número de pedidos de licenciamento de estações para a ativação do 5G standalone na cidade de São Paulo já representa cerca de 30% do total de estações atualmente ativas (4.592) na cidade. Isso permitiu ao Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na faixa de 3.625 a 3.700 MHz (Gaispi) estimar a cobertura em 25% da área urbana de São Paulo, uma vez que a propagação na faixa do 3,5 GHz é menor.

Segundo a Anatel, a maior concentração de antenas 5G está no Centro Histórico, na região da Avenida Paulista e no Itaim Bibi, regiões que reúnem não só moradias, mas também muitas empresas. Já os bairros da Aclimação, da Mooca e do Brás, por exemplo, terão cobertura menor no início do processo.

APÓS REUNIÃO

A decisão de aprovar a antecipação da liberação do uso da faixa de radiofrequências de 3.300 MHz a 3.700 MHz, mais conhecida como faixa de 3,5 GHz, foi tomada nesta terça, 2, durante a 4ª Reunião Extraordinária do Gaispi.

Desde a última quarta, 27, quando o Grupo realizou sua 3ª Reunião Extraordinária e aprovou o início antecipado das operações 5G em Belo Horizonte, João Pessoa e Porto Alegre, a limpeza do espectro, realizada pela Entidade Administradora da Faixa de 3,5 GHz (EAF), foi acelerada no município de São Paulo.

A Anatel informa que foram instalados equipamentos para evitar interferências em 226 estações do Serviço Fixo por Satélite (FSS) e realizados testes para confirmar a operação livre de interferências.

PARABÓLICAS

A agência reguladora avisa a quem recebe as transmissões da TV aberta pela antena parabólica que é preciso adaptar o equipamento. Inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) que recebem sinal da TV aberta por parabólica podem solicitar o kit gratuito para a adaptação do equipamento à Siga Antenado. É necessário que seja realizado agendamento para a instalação dos novos equipamentos.

Fonte: TeleSíntese

0 Comments

Posts recentes
Arquivos
Categorias