Brasil superou a marca de 20 GW de capacidade instalada em geração eólica

É energia suficiente para suprir a demanda de mais de 20 milhões de habitantes. A marca foi ultrapassada após a Agência Nacional de Energia Elétrica

Fonte: Gov.br

A força dos ventos se consolida assim como a terceira maior fonte de geração de energia elétrica no País

Brasil superou a marca de 20 gigawatts (GW) de capacidade instalada em geração eólica. É energia suficiente para suprir a demanda de mais de 20 milhões de habitantes. A marca foi ultrapassada após a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) liberar para operação comercial, neste sábado (20), 45,9 megawatts (MW) em unidades geradoras das usinas eólica.

A força dos ventos se consolida assim como a terceira maior fonte de geração de energia elétrica no País. Mais de 750 parques eólicos estão em operação no território brasileiro, com mais de 10 mil torres eólicas. De acordo com o Global Wind Energy Council (GWEC), o Brasil ocupa a sétima posição no ranking mundial de geração eólica.

O destaque da geração eólica para a produção de eletricidade fica com a região Nordeste, que sozinha responde por cerca de 90% da capacidade instalada. São da região as quatro usinas que romperam juntas a marca dos 20 GW: Ventos de Arapuá 1, 2 e 3 (Paraíba), Chafariz 4 (Paraíba – fot), Filgueira II (Rio Grande do Norte) e Ventos de Santa Martina 11 (Rio Grande do Norte).

Brasil tem aumento da capacidade de geração de energia, em 2021

Ultrapassando 180 gigawatts de potência para geração de energia elétrica, no último fim de semana de outubro, segundo registro da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A entrada em operação comercial de 278,3 megawatts (MW) do complexo de usinas fotovoltaicas Alex, em Tabuleiro do Norte e Limoeiro do Norte (CE) foi a responsável por romper a marca. Na mesma data, duas unidades geradoras de usinas eólicas foram liberadas para operação comercial, somando 8,4 MW.

A energia solar teve outro patamar alcançado nos últimos dias: superou os 4 GW de potência instalada em usinas de geração centralizada no Brasil. Somados aos 7,3 GW de potência instalada de geração distribuída, a fonte solar alcançou 11,3 GW de potência instalada.

Do total de empreendimentos de geração em operação, 82,73% são movidos por fontes renováveis, sendo mais de 60% a partir de centrais geradoras hidrelétricas, pequenas centrais hidrelétricas e usinas hidrelétricas. Outros 10,98% são provenientes de usinas eólicas.

Aumento da capacidade

A geração de energia solar deve chegar a 18 TWh em 2021, um aumento de 67% em comparação aos 10,7 TWh verificados em 2020. A expansão da energia eólica também deve ser expressiva, podendo chegar a pouco mais de 70 TWh (+23%).

Informações da Aneel e Ministério de Minas e Energia
Fonte: Gov.BR

0 Comments