2W Energia inicia construção do complexo eólico Anemus

Parque eólico

Fonte: Canal Energia.
Parque eólico (Foto: Divulgação/Cemig)

Parque no Rio Grande do Norte será construído pela Allonda e terá 138,6 MW de capacidade instalada.

A 2W Energia deu início à mobilização das obras do Complexo Eólico Anemus. A construção do complexo, que terá três parques, será desenvolvida pela Allonda, empresa com foco em soluções sustentáveis. Atualmente, estão em desenvolvimento os trabalhos de engenharia e planejamento, a preparação do canteiro de obras e a contração de pessoal.

A empresa informou que o complexo está localizado nos municípios de Currais Novos e São Vicente, no Rio Grande do Norte, e terá uma planta de geração de energia limpa e renovável, com 138,6 MW de capacidade instalada. A energia gerada será destinada, principalmente, aos clientes da divisão de varejo da 2W, composta por pequenas e médias empresas que buscam a migração ao mercado livre de energia.

De acordo com a 2W Energia, o complexo Anemus terá 33 aerogeradores com potência nominal de 4,2 MW cada. O diâmetro dos rotores será de 147 metros e a altura das torres, 125 metros acima do solo. A capacidade de geração dos três parques será o equivalente ao abastecimento de energia de 360 mil residências, evitando a emissão de mais de 260 mil toneladas de dióxido de carbono (CO2) por ano.

Para garantir a totalidade dos investimentos do complexo eólico Anemus, a 2W realizou a emissão de R$ 475 milhões em debêntures verdes. A operação, certificada como “Green Bond” ou Título Verde, é um marco para o setor de energia, ao ser viabilizada exclusivamente por um portfólio de contratos de venda de energia para pequenas e médias empresas brasileiras no Ambiente de Contratação Livre de Energia. Com a emissão das debêntures, o parque eólico Anemus completa o equacionamento financeiro dos recursos para sua construção.

Veja matéria na íntegra

0 Comments