Interjato Soluções

Projeto Cidade Inteligente 5.0 é apresentado na Câmara

Fonte: Diario do Sudeste | Por: Cristina Vargas | Foto: Acessoria/CMPB

O secretário municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pato Branco, Giles Balbinotti, e a diretora do Departamento de Incubadoras Tecnológicas, Katia Eloisa Bertol, estiveram na sessão da Câmara Municipal, na quarta-feira (28), para apresentar o projeto Cidade Inteligente 5.0. Eles foram convidados a explanar na Casa de Leis pelos vereadores Claudemir Zanco – Biruba (PL), Eduardo Albani Dala Costa (MDB), Marcos Marini (Podemos) e Maria Cristina de Oliveira Rodrigues Hamera (PV).

Na oportunidade, o secretário falou sobre algumas das ações realizadas pela municipalidade, por meio da Secretaria, nesses primeiros 100 dias de governo, e que o grande diferencial está sendo a interatividade, por meio de aplicativos, do site e das redes sociais.

“Trabalhar em conjunto, com o engajamento de todos os setores, de maneira cooperativa e colaborativa, buscando ideias, desenvolvendo ações e projetos, esses são nossos maiores objetivos para construirmos uma cidade inteligente”, afirmou Balbinotti.

Cidade Inteligente

A diretora do Departamento de Incubadoras Tecnológicas, Katia Eloisa Bertol, explicou as dimensões da proposta, bem como, o objetivo de se pensar, coletivamente, o desenvolvimento. “Chamamos o projeto de Cidade Inteligente 5.0, que é uma estratégia criada no Japão e que está centralizada no cidadão, ouvindo as necessidades da comunidade e aproximando-a das tecnologias, melhorando o desenvolvimento social”, explicou.

Katia também revelou alguns dos projetos que estão sendo estudados pela Secretaria para serem implantados. “Lembramos que cidades inteligentes são construções coletivas, apresentamos diversos projetos, mas queremos ressaltar que contamos, principalmente, com boas ideias de todos os pato-branquenses, que podem nos enviar sugestões de ações e projetos para serem analisados”, frisou.

Ainda neste ano

Balbinotti e Kátia apresentaram os projetos previstos para serem colocados em prática ainda neste ano. De março a junho, o foco será a ilha de impressão 3D, a estação meteorológica, a bike elétrica e o patinete elétrico; de julho a setembro, o ônibus elétrico, as vans elétricas e o monitoramento de enchentes; e de outubro a dezembro, a integração Estar x toten, o radar inteligente e o semáforo inteligente.

Propostas para 2022

Para 2022, as iniciativas vão além. Segundo o secretário Balbinotti e a diretora Kátia, o objetivo é o carro elétrico, o eletro posto, o reconhecimento facial e o cercamento eletrônico, previstos para serem implantados entre os meses de janeiro e março; de abril a junho o foco será a usina fotovoltaica, as lixeiras inteligentes e a iluminação inteligente; e de julho a setembro o trabalho será voltado à implantação do Centro de Cidadania Inteligente (CIT), o coworking – polo tecnológico e os pomares.

Projetos em ação

Foram citados na Câmara os projetos de Educação e Saúde com tecnologia inclusiva, estação meteorológica [cujo projeto piloto será apresentado nesta segunda-feira (3), no Parque Tecnológico], câmeras de lapela para agentes do Departamento Municipal de Trânsito (Depatran), a usina fotovoltaica, internet 5G, entre outros.

Veja + noticias: Blog Interjato

0 Comments